Super mês do turista!

Ofertas imperdíveis para você aproveitar o seu mês! Passagens Aéreas com até 35% OFF!

Um guia de viagem para as ilhas Wadden holandesas

Em um país urbanizado como a Holanda, às vezes é difícil encontrar uma natureza intocada. No entanto, o olho treinado detectará fragmentos da bela natureza.

Ao largo do continente, no norte, um grupo de ilhas está agrupado no Mar de Wadden. As Ilhas Wadden são adoradas por muitos motivos; as mais horas de sol na Holanda, extensas praias, ciclovias pitorescas e vida selvagem única nesta região são apenas alguns deles. Vamos levá-lo em uma viagem pelas principais ilhas Wadden holandesas, de Texel no oeste a Schiermonnikoog no leste.

Texel

A maior ilha de Wadden fica mais próxima do continente e até fazia parte dela até que o Dilúvio de Todos os Santos em 1170 criou Texel. A costa oeste de Texel é proclamada como o Parque Nacional das Dunas de Texel, onde você pode encontrar dunas, praias desertas e muitas ciclovias e trilhas para caminhada. Siga para o norte para ver o grande Farol de Eierland e sua ampla praia.

Na EcoMare você terá a chance de conhecer alguns dos habitantes mais fofos das ilhas. Este museu e santuário oferece abrigo para focas e botos feridos e exibe exposições sobre outras espécies da flora e fauna do Mar de Wadden.

Texel é bem conhecida em toda a Holanda por sua cervejaria, a Texels Brouwerij. Esta cervejaria artesanal está localizada no sudeste da ilha e está aberta para degustações e visitas guiadas.

Farol na ilha de Texel

Vlieland

O Mar de Wadden é o lar de várias espécies de focas e uma das coisas mais interessantes para se fazer em Vlieland é um ‘safári de focas’. Com uma lancha, você fará uma jornada até os bancos de areia, onde as focas costumam ficar, e um encontro próximo com essas criaturas certamente será uma experiência memorável.

Vlieland tem praias lindas e extensas na parte sul da ilha, ideais para esportes de aventura. Algumas aventuras emocionantes incluem andar de blokart e kite motorizado. As praias e florestas também convidam para passeios a cavalo, com trilhas especiais e vistas panorâmicas ao longo do caminho. Você não será muito incomodado por carros, pois apenas os habitantes de Vlieland têm permissão para dirigir em sua ilha.

Se acontecer de você visitar Vlieland em setembro, tente conseguir um ingresso para o festival de música Into the Great Wide Open. Os visitantes se deleitam com concertos ao ar livre, exposições de poesia e arte.

Focas descansando em um banco de areia

 

Terschelling

Por seu pequeno tamanho, Terschelling oferece uma incrível variedade de atrações e atividades. De museus a passeios deliciosos e eventos culinários; Terschelling estraga até o visitante mais exigente. Você pode provar queijos produzidos localmente no Pieter Peit’s Hoeve, uma fazenda dedicada exclusivamente à fabricação de queijo. Durante um passeio, você aprenderá sobre o processo de fabricação de queijos e terá um gostinho de seus próprios produtos.

A 15 minutos a pé da fazenda de gado leiteiro fica o Wrakkenmuseum ou Wreck Museum. O proprietário converteu uma fazenda tradicional em uma coleção de itens marítimos, escavados no Mar de Wadden em torno de Terschelling. A exposição mostra naufrágios completos, itens encontrados em navios piratas centenários e peças destruídas.

Terschelling também é o epicentro da diversão ao ar livre; há muitas trilhas para caminhada, você pode observar focas em um passeio de barco ou até mesmo fazer uma caminhada guiada nas planícies de maré. Este é um evento único, pois você está basicamente caminhando no fundo do mar. Visitar as planícies das marés é considerado uma das experiências marcantes nesta parte da Holanda.

Amantes da arte, planejem cuidadosamente sua visita a Terschelling. Todos os anos, em junho, esta ilha recebe o Festival Oerol, um carnaval criativo de música, palestras, atos de circo, poesia e muito mais. Os shows estão espalhados pela ilha, então uma bicicleta é uma maneira útil e divertida de viajar de um show para outro.

Ilha Terschelling

Ameland

A quarta ilha é principalmente um destino adequado para viajantes aventureiros. Da pista de pouso no oeste de Ameland, uma pequena aeronave pode levá-lo em um voo turístico, e você pode até dar um salto de paraquedismo de tirar o fôlego. A 3000 metros de altura, as vistas das ilhas e do mar circundante não têm preço.

Outra atividade emocionante para ir a Ameland é o kitesurf. Especialmente o lado norte da ilha que está ligado ao mar aberto, é um habitat privilegiado para surfistas. Aqui, você encontrará várias escolas de surf para lhe ensinar algumas habilidades na água.

A parte mais substancial de Ameland é coberta por dunas e praias, tornando-a um lugar incrível para longas caminhadas também. O Farol Bornrif, no município de Hollum, é um destino pitoresco para um passeio. Suba os 236 degraus até o mirante, de onde você pode ver toda Ameland e até as ilhas vizinhas em um dia claro.

Aldeia Ameland

Schiermonnikoog

A quinta das significativas ilhas Wadden holandesas é considerada a mais pacífica; Schiermonnikoog é a menos habitada do grupo e, acima de tudo, uma ilha sem carros. Schiermonnikoog tem uma aldeia e o resto da ilha gira principalmente em torno de sua natureza.

Porém, vale a pena dar um passeio pelo município, também denominado Schiermonnikoog. Você poderá avistar algumas casas do início do século 18, a mais antiga delas sendo Huis Marten, construída em 1721. A vila também tem uma mandíbula colossal de baleia em exibição no centro, uma relíquia de expedições ao Ártico no passado .

Fora da aldeia, encontra-se outra testemunha do passado: o Bunker Wassermann. Esta fortificação de concreto foi construída pelos alemães durante a Segunda Guerra Mundial, para se protegerem dos Aliados. O bunker é aberto ao público e hoje funciona como mirante sobre Schiermonnikoog.

Farol de Noordertoren em Schiermonnikoog

Outras ilhas

As poucas ilhas mencionadas são as únicas habitadas por pessoas, mas a maioria das Ilhas Wadden holandesas não possui assentamentos nelas. Das 16 ilhas, 11 abrigam exclusivamente animais e plantas. Muitas espécies de pássaros aquáticos se reproduzem aqui ou se alimentam, e as focas que residem nas ilhas fazem parte da lista do Mar de Wadden como Patrimônio Mundial da UNESCO. O governo é bastante protetor e proibiu o acesso. A única maneira de ter um vislumbre desses paraísos ecológicos é por meio de um voo turístico, uma viagem de barco ou um salto espetacular sobre o Mar de Wadden.

Como chegar às Ilhas Wadden Holandesas?

Todas as ilhas habitadas são acessíveis por meio de uma balsa do continente. A porta de entrada para Texel é o porto de Den Helder, uma cidade na ponta da província de Noord-Holland. É o serviço de barco mais frequente, com saídas de hora a hora entre as 6h00 e as 21h00.

Vlieland e Terschelling podem ser alcançados a partir de Harlingen, na província de Friesland. De Holwerd, na Frísia, você pode embarcar em um barco para Ameland, enquanto o ponto de partida para uma viagem para Schiermonnikoog é Lauwersoog, na província de Groningen.

Pular ilhas não é, infelizmente, muito conveniente. As viagens de Texel a Vlieland e de Vlieland a Terschelling são limitadas nos meses de abril a outubro e acontecem apenas uma ou duas vezes por dia. Ameland e Schiermonnikoog só podem ser alcançados do continente.

Resumo

As Ilhas Wadden mostram uma face diferente da Holanda. Faltam-lhes uma arquitectura impressionante e vilas históricas, mas no que diz respeito aos espaços rurais e à natureza intocada, são estes os locais que não vai querer perder durante a sua viagem neste país europeu.

A melhor época é, sem dúvida, o verão, quando as temperaturas são perfeitas para atividades ao ar livre e passeios pela praia. Além disso, as conexões de barco entre Texel, Vlieland e Terschelling estão disponíveis neste momento – embora limitadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *